Scroll to top
© 2018, Macro Realize - Todos os direitos reservados.
Curtiu?

Prosumer – Quem é este “Novo” Consumidor de Conteúdo Digital?

Em 1980, de acordo com o futurista Toffler, hoje o consumidor seria também o produtor de informação, dando origem ao que hoje chamamos de “prosumer“, conceito que deriva da união de duas palavras que em um primeiro momento são antagônicas, produtor e consumidor (producer + consumer = pro+sumer).

Ainda segundo Toffler, esses consumidores além de interferirem na forma de produção, também poderiam customizar seus produtos.  Hoje, quase 40 anos depois, a profecia se tornou realidade. Este futurista (termo moderno para um profeta?) acertou em cheio…

A internet como a temos hoje é a razão do surgimento desta nova era e deste novo perfil de consumidor de conteúdo. A internet também é o meio e a finalidade de todo este arsenal.

Neste novo momento da informação, o conteúdo a ser produzido e quem o define são os usuários. As marcas não mais decidem o que entregar a eles.

Nota-se que entram em cena a lógica da busca e da estratégia de produção para os problemas e também os algoritmos. A oferta de conteúdo é ilimitada e o leitor consome apenas o que deseja, apenas o que quer e o que lhe diz respeito.

Para produzir este novo tipo de conteúdo de forma que ele esteja sendo desejado e seja encontrável, não basta apenas saber escrever, é preciso aceitar o que este novo leitor quer, utilizando palavras-chave ao definir uma pauta.

No livro “A Cauda Longa”, Chris Anderson fala sobre este novo consumidor, a qual chama de “os novos formadores de preferência”. Vale a pena ler este livro!

Neste novo cenário, o novo consumidor digital tem um perfil mais exigente e com expectativas de respostas rápidas para resolver problemas. As marcas precisam de planejamento estratégico para atrair, conquistar e manter seus clientes, os satisfazendo nisso.

Essa estratégia voltada para o cliente, com o objetivo de satisfazer seus desejos e suas ansiedades, permite um profundo conhecimento do público-alvo. Conhecendo seu cliente, seu público, você conseguirá entregar o que ele deseja. O relacionamento estabelecido com o cliente torna-se uma via de mão dupla, há uma interação entre prosumer e marca.

As marcas que não se adaptarem ao mundo digital satisfazendo este novo consumidor ficarão para trás. Na verdade, já estão.

Quando você assistir novamente  “De Volta para o Futuro” e passar a cena da entrada do cinema com cartazes de filmes prolongando episódios infinitos, lembre-se: os roteiristas acreditaram em Toffler. Veja o que aconteceu no cinema hoje, anos depois… A propósito, estamos na era das séries com qualidade cinematográfica.

E sua empresa? Já traçou alguma estratégia para entender os clientes e fornecer o que eles desejam?

Deixe seu comentário e seus insights!

3 comments

  1. […] precisava de um portal onde se propagasse melhor organicamente, que atendesse melhor a era “prosumer” que vivemos e que fornecesse de forma enxuta e objetiva os canais de relacionamento, seja […]

  2. […] precisava de um portal onde se propagasse melhor organicamente, que atendesse melhor a era “prosumer” que vivemos e que fornecesse de forma enxuta e objetiva os canais de relacionamento, seja […]

  3. […] precisava de um portal onde se propagasse melhor organicamente, que atendesse melhor a era “prosumer” que vivemos e que fornecesse de forma enxuta e objetiva os canais de relacionamento, seja […]